5 razões para sua empresa criar um blog

5 razões para sua empresa criar um blog

Você está pensando em criar um blog para sua empresa? Mas está na dúvida se o investimento compensa? Se vai ajudá-lo a vender e lucrar mais? E para que outras funções um blog pode ser útil? Para responder a essas perguntas, elaboramos essa lista de 5 ganhos que um blog pode trazer para a sua empresa.

1 – Blogs melhoram o posicionamento do seu site nas buscas orgânicas

Como o Google leva um visitante ao seu site

Todas as buscas na internet são feitas por palavras-chave. Quando alguém procura pelo produto que sua empresa vende, faz isso digitando o nome do produto, ou termos relacionados, como o que ele faz, o benefício que entrega. O tráfego que chega ao seu site dessa maneira é chamado de orgânico.

Essas são visitas que chegam sem que você tenha que investir em outras ferramentas, como google ads (adwords) ou banners. Estar bem posicionado nas buscas orgânicas é como estar em um bom ponto comercial. Mais pessoas passarão por lá. Muitas entrarão, gerando mais oportunidades de venda.

Como um blog ajuda seu site a ter mais tráfego orgânico.

O Google é uma ‘máquina de responder perguntas’. Todas as vezes que alguém faz uma busca, está fazendo uma pergunta. As opções orgânicas (não pagas) que ele apresenta, são as que oferecem as melhores respostas.

Na sua url (o endereço do seu site) você provavelmente tem páginas com informações institucionais sobre sua empresa, outra falando dos produtos/serviços, e eventualmente uma com o e-commerce.

Se tiver também um blog com bom conteúdo que atrai bastante tráfego, onde os visitantes ficam por um bom tempo, o Google entenderá que naquele endereço existem boas respostas para as perguntas que foram feitas. E coloca todo o seu site em uma posição melhor nas buscas orgânicas por aquela palavra-chave.

2 – Blogs ajudam a criar percepção de valor

Quanto mais o consumidor perceber valor na sua marca ou no seu produto, mais fácil e lucrativa será a sua venda. Essa percepção de valor é gerada através do conhecimento sobre o que você oferece.

O blog é a maneira mais simples, rápida e de menor custo para transmitir às pessoas as informações sobre o seu produto, como o design ou a matéria prima utilizada. Quando o cliente adquire essas informações, foi criada a percepção de valor. E a possibilidade de ele ter dúvidas se deve fazer a compra, ou questionar o preço que você está pedindo, é menor.

3 – O blog é um canal de relacionamento com o público

Qual a loja de maior movimento do seu bairro? E a que tem os clientes mais fiéis? Muito provavelmente, a que vale o passeio. Não só pelo lugar em si ser interessante, mas onde o dono e os vendedores têm o melhor relacionamento com os clientes. Eles vão lá para se entreter e se informar. A compra acontece por consequência. Por impulso ou escolha consciente, porque as pessoas criaram laços emocionais com o estabelecimento.

 

Essa é outra função de um blog. Começar a conversa que cria um relacionamento entre as pessoas e sua marca. Parece abstrato? Veja exemplos práticos: o tema tem somente uma relação distante e indireta com o produto que você vende. Mas alguém descobriu que você conhece o assunto. E foi até você para ouvi-lo falar sobre isso.

Se o assunto for algo que você vende, melhor ainda. Engate uma animada conversa sobre ele. Fala sobre as diversas razões que tornam aquele produto tão especial. E, de maneira suave e permitida pelo cliente, estabeleça o diálogo que pode levar a uma venda.

Em outros momentos, a pessoa procura a solução para um problema. Se ele pode ser resolvido por um produto que você vende, o conteúdo do blog liga os pontos. Estabelece a conexão entre a resolução do problema do cliente e o seu produto.

Como vimos acima, um blog com o conteúdo bem feito e direcionado para quem você quer atender, é uma poderosa ferramenta para gerar oportunidades de venda.

4 – O blog é um excelente canal de comunicação para o pós-vendas.

O relacionamento com o cliente não termina com a venda. Em casos como um equipamento que precisa de suporte e assistência técnica, ele pode ajudar a diminuir os seus custos operacionais e aumentar a percepção de bom atendimento dos seus clientes sobre você.

Colocar as dúvidas mais comuns dos seus clientes em um blog, no formato perguntas e respostas, facilita que sejam achadas nos buscadores. Vale a pena também abrir para perguntas e respostas, para que ele funcione como um fórum. Assim os usuários podem colocar ali soluções que eles mesmos encontraram. Mas lembre-se de programar o blog para ser moderado. Ou seja, só é postado o que você aprovar.

Esse sistema facilita a vida de um cliente que não pode ou não quer esperar para ser atendido pelo seu SAC. Com menos ligações, sua equipe de suporte pode se concentrar nas situações mais complexas.

Mas mesmo se a solução de todos os problemas estiver no blog, dê ao cliente a opção de ser atendido por e-mail, telefone ou chat. E treine sua equipe a fazê-lo com paciência, cortesia e atenção. O cliente se lembrará disso na próxima compra.

5 – O blog é a propaganda que atrai, não interrompe

Deixamos por último a maior vantagem de sua empresa ter um blog. Para explica-la, vamos fazer uma pergunta: Você gosta que interrompam o seu entretenimento? A resposta provavelmente é não. Acreditamos que a imensa maioria das pessoas também não gosta.  Mas é isso que a sua marca faz quando usa a publicidade que interrompe.

Tendência do futuro?

É um grande exagero dizer que esse tipo de publicidade não funciona mais, “morreu”, como você já deve ter ouvido em algum lugar. Ela continua válida e útil. Principalmente quando queremos resultados no curtíssimo prazo.

 

 

Mas como Nizan Guanaes explicou muito bem, as pessoas têm opções. Elas podem mudar o canal de TV, a estação de rádio ou o site que estão visitando com um clique. Ninguém presta atenção ao que não interessa. Ou que entedia.

Se uma peça de propaganda “interruptiva não conseguir captar a atenção do consumidor e entretê-lo com uma história interessante, ela será rejeitada. A mensagem não terá chegado a quem deveria e a verba terá sido desperdiçada.

Uma postagem de um blog, por outro lado, atrai os consumidores que escolheram ouvir o que a empresa tem a dizer. E há casos de postagens feitas muito tempo atrás, cujo conteúdo permanece válido, ou precisou apenas de pequenas atualizações, e continua atraindo pessoas e gerando vendas.

Custa caro ter o seu próprio blog?

Você pode tirar suas próprias conclusões sobre isso relendo esse artigo. Além de todos os ganhos que um blog pode trazer para a sua empresa, você pode encontrar nos links cases de empresas de todos os tamanhos e ramos de atividade, que utilizaram essa ferramenta com sucesso.

De todas as ferramentas de marketing de conteúdo, o blog é a de melhor custo benefício. Se sua empresa tiver as pessoas para isso, ele pode ser feito internamente, inclusive. Se precisar de ajuda, fale com a Dupla Inteligência Editorial.

contato@duplaie.com.br